Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

PSG ganha força na luta pelo título do Campeonato Francês

Pelo Inglês, o Arsenal tenta entrar provisoriamente na zona de classificação para a Copa dos Campeões

O Estado de S. Paulo

13 de abril de 2013 | 08h05

SÃO PAULO - Apesar do abatimento natural, a eliminação nas quartas de final da Copa dos Campeões reforçou o orgulho dos jogadores do Paris Saint-Germain.

O empate com os catalães no Camp Nou, num jogo em que o time teve chances reais de conquistar a vaga - vencia por 1 a 0 e só sofreu o empate após a entrada de Messi -, deixou o elenco animado para ampliar a vantagem de sete pontos na liderança do Campeonato Francês diante do Olympique (64 a 57).

O adversário deste sábado, o Troyes, lanterna do torneio, não deve oferecer grande resistência. "Criamos problemas para uma equipe fantástica (Barcelona) e agora temos mais força para buscar o título francês", diz o técnico Carlo Ancelotti, que aproveitou o clima favorável para declarar que pretende continuar no clube na próxima temporada.

O contrato do treinador termina em junho, mas está prevista a renovação automática se o PSG ficar entre os três primeiros no torneio francês. O treinador foi especulado no Real Madrid para possivelmente substituir o português José Mourinho, que pode retornar à Inglaterra. "Decidi que quero ficar", afirmou.

Mesmo sem o brasileiro Brandão, o terceiro colocado Saint-Étienne segurou o empate em 0 a 0 com o Valenciennes ontem fora de casa.

ARSENAL EM CAMPO

Pelo Campeonato Inglês, o Arsenal, quinto colocado, tenta entrar provisoriamente na zona de classificação para a Copa dos Campeões ao receber o Norwich. O técnico Arsène Wenger terá o retorno do atacante Walcott e do meia Wilshere, líderes do grupo ao lado de Cazorla.

"Eles trazem algo a mais para o time, mas todos têm de contribuir. Precisamos de energia em todos os setores", diz o técnico.

Sete pontos atrás do Arsenal, o Liverpool joga suas últimas cartas para tentar uma vaga na Copa dos Campeões: vai enfrentar o Reading fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.