PSG ganha por 2 a 1 em Valência e abre boa vantagem

O Paris Saint-Germain ficou perto de avançar para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Na abertura da disputa das oitavas de final, o time francês foi ao Estádio Mestalla nesta terça-feira e derrotou o Valencia por 2 a 1, abrindo boa vantagem para o jogo de volta, marcado para o dia 6 de março, na França. Um dos destaques da vitória foi o brasileiro Lucas, que teve ótima atuação no primeiro tempo - depois, foi substituído logo no começo da segunda etapa.

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2013 | 19h45

Recém-contratado pelo PSG, o meia inglês David Beckham foi ao estádio em Valência para torcer pelo novo time - sua estreia pode acontecer no próximo domingo, contra o Sochaux. E deve ter gostado do que viu. Com uma atuação eficiente, o líder do Campeonato Francês dominou o rival espanhol no primeiro tempo e, com uma formação ofensiva (Lucas, Pastore, Lavezzi e Ibrahimovic foram escalados juntos pelo técnico italiano Carlo Ancelotti), conseguiu abrir a vantagem de 2 a 0 no placar.

Em sua estreia na Liga dos Campeões, a maior competição de clubes do mundo, Lucas não ficou intimidado. O garoto de apenas 20 anos mostrou suas credenciais logo aos oito minutos, quando mandou a bola na trave. Na sequência, o PSG conseguiu abrir o placar. Lavezzi tabelou com Pastore, invadiu a área e chutou forte, contando ainda com uma pequena colaboração do goleiro Guaita - nome frequente na seleção brasileira, Diego Alves ficou no banco de reservas do Valencia.

Lucas voltou a aparecer bem aos 26 minutos, quando fez jogada individual pela direita e exigiu boa defesa de Guaita. Mas seu melhor lance foi mesmo aos 43, ao se livrar da marcação e cruzar na medida para Pastore marcar o segundo gol do PSG. O jovem astro brasileiro, que foi do São Paulo para o clube francês por 43 milhões de euros, acabou sendo substituído por Chantome aos oito da segunda etapa. Mas, naquela altura, já tinha ajudado a construir a vantagem no placar.

No segundo tempo, já sem o atacante brasileiro Jonas - substituído após atuação discreta na etapa inicial -, o Valencia pressionou para tentar diminuir o prejuízo. Teve algumas chances, mas só conseguiu marcar aos 44 minutos, quando Tino Costa bateu falta e Rami levou a melhor sobre a defesa que conta com os brasileiros Alex e Maxwell. Nos acréscimos, Ibrahimovic ainda foi expulso. Assim, o PSG não terá seu principal astro no jogo de volta, mas levou a vantagem para casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.