Anne-Christine Poujoulat/AFP
Anne-Christine Poujoulat/AFP

PSG quer Coutinho, Semedo e mais R$ 445 milhões por Neymar, informa jornal

Clube francês negocia com o Barcelona a possível venda do atacante brasileiro

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2019 | 12h11

O Paris Saint-Germain aceita a proposta do Barcelona de incluir na venda de Neymar algum outro jogador, mas em troca do craque brasileiro quer dois atletas do elenco catalão e mais 100 milhões de euros (o equivalente a R$ 445 milhões), de acordo com o jornal francês L'Équipe. Ainda segundo a publicação, o diretor esportivo do PSG, o brasileiro Leonardo, rejeitou a oferta dos dirigentes catalães de empréstimo de Neymar com opção de compra, isso porque o Barcelona pode cair no fair play financeiro da Fifa - gastar mais do que a lei permite.

Como investiu 222 milhões de euros (R$ 992 milhões pelo câmbio atual) pelo atacante em 2017, o PSG exige, além de 100 milhões de euros, o repasse de Philippe Coutinho e do lateral português Nelson Semedo ou Dembélé. O clube francês não aceita Ivan Rakitic na transação porque já contratou dois meio-campistas nesta janela de transferências: Idrissa Gueye e Ander Herrera. O problema é que o Barcelona não está disposto a ceder Coutinho e ainda adicionar 100 milhões de euros (R$ 445 milhões) ao negócio. Diante desse impasse, as conversas não avançaram nesta quinta.

Enquanto isso, Neymar treina separadamente dos outros jogadores e, segundo o PSG, está sendo submetido a um programa próprio de recuperação da lesão no tornozelo direito sofrida antes da Copa América. O próprio atacante já disse que não sente mais a contusão. Depois dela, ele já foi visto brincando na área com amigos quando estava de férias no Brasil.

De acordo com o jornal Le Parisien, Neymar não será convocado para o segundo jogo do PSG no Campeonato Francês, domingo, contra o Rennes, embora já tenha condição para isso. No último fim de semana, o brasileiro também ficou fora da partida diante do Nimes no Parque dos Príncipes e foi alvo de críticas da torcida, que pediu sua saída do clube. As manifestações aceleraram as decisões para vender o jogador.  

O Real Madrid também continua na disputa por Neymar. O jornal Sport, da Espanha, noticiou que o clube ofereceu o ex-flamenguista Vinicius Junior ao PSG. O nome do jovem talentoso seria mais uma tentativa de avançar na negociação, uma vez que o PSG teria negado astros como Bale e Isco. Os três nomes não teriam sido aprovados pelo técnico Thomas Tuchel e pelo diretor esportivo Leonardo, assim como o presidente Nasser Al-Khelaifi.

O preço de Vinicius Junior estaria perto dos 70 milhões de euros (R$ 312 milhões). Com isso, o Real Madrid teria de desembolsar o restante da quantia até chegar ao valor de 200 milhões de euros (R$ 886 milhões), valor pretendido pelo time francês. Leonardo disse ecentemente que Neymar só voltaria a jogar pelo PSG se ele resolvesse permanecer e se o clube entendesse que ele está envolvido com o time novamente A última partida de Neymar foi no amistoso da seleção brasileira com o Catar, em Brasília, quando ele se machucar, antes da Copa América.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.