Boris Horvat/AFP
Boris Horvat/AFP

PSG vira em Marselha e se mantém na liderança do Campeonato Francês

Equipe chega aos 62 pontos, um a mais do que o Lyon, vice-líder

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2015 | 18h29

O Paris Saint Germain foi até Marselha na busca da liderança do Campeonato Francês, que tinha sido roubada momentaneamente pelo Lyon com a vitória sobre o Guingamp no sábado. E o time da capital mostrou toda a força de seu elenco, ao bater o Olympique de Marselha por 3 a 2, obtendo a virada duas vezes no confronto. Com a vitória na 31ª rodada, o PSG mantém a liderança com 62 pontos, contra 61 do Lyon e 57 do Olympique, que fica agora mais distante da briga pelo título.

Com a força máxima em campo, as duas equipes mostraram desde o início a intenção de obter a vantagem sobre o adversário. Com muita movimentação, o PSG supreendeu o time da casa e conseguiu assustar a torcida com Pastore e Cavani, em chances que pdoeriam ter sido traduzidas em gol. Os anfitriões reagiram com investidas de Payet e Gignac, que ameaçaram a meta de Sirigu.

Mas aos 30 minutos, em jogada pela direita, o Olympique mostrou sua força. Payet cruzou com efeito para encontrar Gignac entrando pelo bico esquerdo da pequena área. O atacante contou com a falha do zagueiro brasileiro Marquinhos para subir e cabecear firme, abrindo o marcador no Vélodrome.

E parecia não ser o dia do time da capital francesa. O zagueiro brasileiro David Luiz sentiu lesão na coxa esquerda e teve de ser substituído aos 34. Só que o PSG não tardou a reagir. Aos 35, em jogada de craque, Matuidi driblou a marcação de Dja Djedje e colocou de direita no alto. Mandanda tentou salvar o gol de empate, mas apenas tocou de raspão antes de a bola bater na trave e entrar nas redes. O jogo estava empatado.

Só que o primeiro tempo ainda reservava emoções fortes. Numa falha na saída de bola de Veratti e Pastore, o Olympique recuperou a bola e Gignac saiu na cara do gol de Sirigu. O atacante mostrou sua classe ao desviar para as redes na saída do goleiro da equipe parisiense.

Na volta do intervalo, o PSG não mostrou abatimento e saiu para o duelo atrás de um placar favorável, já que a vitória do Lyon no sábado deixava o time do interior francês na liderança com 61 pontos. E mostrou toda a força de seu elenco. Em dois minutos, o time da capital virou a partida. Aos 4 minutos da etapa final, o brasileiro Marquinhos chutou firme de esquerda para empatar o confronto, em jogada de Ibrahimovic. Na sequência, aos 6 minutos, o próprio Ibrahimovic voltou a estar envolvido na jogada do gol, quando o zagueiro Morel tentou interromper o lance e desviou contra sua própria meta.

Com a vantagem, o PSG tentou tocar mais a bola e administrar o confronto. O técnico Blanc, insatisfeito com o desempenho de seu ataque, sacou Cavani para a entrada de Lavezzi. O uruguaio não recebeu bem sua substituição. Mas o PSG não diminuía a intensidade. Aos 16, Matuidi, o melhor da partida, obrigou Mandanda a fazer outra boa defesa.

Em outra jogada de perigo, aos 27, Lavezzi chutou firme para uma nova boa defesa com o pé de Mandanda, em lançamento perfeito de Pastore. O PSG controlava as principais ações do duelo.

Antes do fim do duelo, Mandanda salvou o Olympique com mais duas defesas maravilhosas, uma delas em lance de Ibrahimovic. E ainda sobrou tempo para o meia Ayew, do Olympique, já substituído, ser expulso do confronto pelo árbitro Buquet. Com autoridade, o PSG mostrou em Marselha que caminha para mais um título nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.