Kai Pfaffenbach/AP
Kai Pfaffenbach/AP

Público reprova área externa e elogia interior do Castelão

Torcedores respondem à pesquisa sobre o estádio de Fortaleza na Copa das Confederações

O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2013 | 08h13

SÃO PAULO - A Arena Castelão, em Fortaleza, palco do confronto entre Brasil e México, não está pronta para receber eventos do porte da Copa do Mundo de 2014, é o que aponta a maioria dos leitores que responderam à pesquisa de satisfação do Estado.

 

Durante a partida, nesta quarta, 74 pessoas que foram ao jogo assinalaram questões relacionadas à qualidade do estádio, com opções de 'ótimo' a 'péssimo'. As maiores críticas foram voltadas às condições do entorno do Castelão, que ainda parece um canteiro de obras, previstas para serem finalizadas somente no ano que vem.

 

Os quesitos 'Trânsito', 'Transporte' e 'Obras' receberam o maior índice de rejeição, sendo cotados como péssimos por 65% e, os dois últimos, 67% dos pesquisados. As votações também revelaram insatisfação com relação à entrada para a partida (64% assinalaram a opção 'péssimo'), e com a presença de cambistas (57% também deram a pior avaliação para esse item). 

 

Dentro do Castelão, a infraestrutura recebeu elogios com relação a acessibidade (41% optaram por 'ótimo' ou 'bom') e respeito às cadeiras numeradas e cativas (42% votaram positivamente). Perguntas sobre condições do gramado, locução e telões foram respondidas favoravelmente por mais de 50% do público.

 

Os pontos fracos do interior do Castelão foram os banheiros, reprovados por 48% dos leitores, os bares, considerados ruins ou péssimos por 52%, e a segurança, com mais da metade dos votos para 'ruim' ou 'péssimo'.

 

O próximo teste da Arena Castelão será no próximo domingo, 23, na partida entre Nigéria e Espanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.