Punida, Senegal tem estádio vetado nas Eliminatórias

A seleção do Senegal não deve mais jogar em seu principal estádio até o fim das Eliminatórias africanas da Copa do Mundo de 2014. A equipe levou nesta quinta-feira uma suspensão de um ano por causa de uma confusão protagonizada por sua torcida em partida contra a Costa do Marfim, pelas Eliminatórias da Copa Africana de Nações, em outubro.

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2012 | 17h34

A confusão gerou uma multa que pode chegar a US$ 100 mil à Associação de Futebol de Senegal e uma suspensão de um ano imposta ao estádio Leopold Senghor, em Dakar. Como as Eliminatórias acabam no fim de 2013, a seleção não poderá jogar mais na arena nesta competição.

A Associação terá que definir nas próximas semanas onde vai mandar os jogos contra Angola, em março, e Uganda, em setembro. Se avançar à fase final, precisará buscar outra sede para as partidas de outubro e novembro.

A mudança de estádio foi resultado de uma confusão causada por senegaleses nos minutos finais da partida contra a Costa do Marfim, no dia 13 de outubro. Insatisfeitos com iminente eliminação no torneio eliminatório, torcedores atiraram fogos de artifício e objetos em direção ao gramado. Jogadores precisaram ser protegidos pelos escudos da polícia.

A partida que sacramentou a eliminação de Senegal precisou ser interrompida antes do apito final. A Costa do Marfim, do atacante Didier Drogba, vencia o jogo por 2 a 0. Na soma dos dois confrontos, de ida e volta, os marfinenses levaram a melhor com o placar de 6 a 2 e garantiram sua vaga na Copa Africana, que será disputada em janeiro e fevereiro, na África do Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSenegalestádiopunição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.