Punidos por briga de torcida, Sport e Coritiba perdem um mando de campo

A briga de torcedores do Sport no Couto Pereira rendeu punição ao time pernambucano e ao Coritiba, nesta quinta-feira. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu multar os dois clubes em R$ 50 mil e retirar um mando de campo de cada clube. Eles terão que jogar uma partida do Campeonato Brasileiro com os portões fechados.

Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2015 | 21h09

A CBF, contudo, ainda não definiu se a punição será aplicada na rodada do fim de semana. O Sport joga em casa contra a Chapecoense, na Ilha do Retiro. Já o Coritiba vai visitar o Cruzeiro no Mineirão, ambos, no domingo. A decisão do STJD, porém, ainda cabe recurso da defesa.

Sport e Coritiba haviam sido denunciados por uma briga ocorrida no dia 2 de setembro, no Couto Pereira. Prova de vídeo mostra 10 torcedores do Sport agredindo outro nas arquibancadas. O STJD puniu também o time da casa por não ter sido ágil o suficiente para reprimir a briga em seus domínios.

"De fato, a operação e segurança que o Coritiba fez não foi suficiente. Acho que deixou de tomar medidas capazes de reprimir. Entre o momento que a confusão começa e para de bater no sujeito são quase 50 segundos e quando para a polícia ainda não chegou", argumentou Vitor Butruce, auditor relator do processo.

Ele pediu multa de R$ 50 mil, punição ampliada com a perda de mando de campo pelos demais auditores. Um deles chegou a propor dois jogos de perda, mas chegaram um consenso pela multa e apenas uma partida com os portões fechados.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSportCoritibaSTJDpunição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.