AFP PHOTO / SERGEI KARPUKHIN
AFP PHOTO / SERGEI KARPUKHIN

Putin cobra melhores resultados da seleção russa às vésperas da estreia

Presidente cobrou publicamente o time que encara a Nova Zelândia neste sábado, pela Copa das Confederações

Estadão Conteúdo

15 de junho de 2017 | 14h46

O presidente russo Vladimir Putin cobrou publicamente nesta quinta-feira a seleção de seu país às vésperas da estreia na Copa das Confederações. O mandatário exigiu um bom resultado da equipe nacional, que fará o jogo de abertura desta edição da competição neste sábado, às 12 horas (de Brasília), contra a Nova Zelândia, em São Petersburgo, na Rússia.

"Os torcedores e todos aqueles que amam o futebol russo esperam melhores resultados do nosso time nacional", pediu. Putin reclamou do fato de a seleção ter vencido apenas três dos últimos 15 confrontos que disputou, sendo que em 2018 a Rússia irá abrigar a próxima edição da Copa do Mundo.

O presidente acha que os jogadores precisam se dedicar mais. "Espero que os caras joguem com o máximo de comprometimento, como verdadeiros guerreiros, que demonstrem para os torcedores que estão se esforçando para ganhar", prosseguiu.

Preocupado com a fase ruim da seleção, Putin ainda disse que consultou diversos especialistas em futebol pelo mundo para conhecer melhor a situação do futebol em seu país. As respostas, segundo ele, não foram nada animadoras, com críticas ao excesso de estrangeiros no Campeonato Russo e uma safra ruim de técnicos mais novos.

A Rússia, no entanto, vem de dois bons resultados em amistosos na última semana. Venceu a Hungria por 3 a 0 e empatou por 1 a 1 com o Chile, atual bicampeão da Copa América e que disputará esta edição da Copa das Confederações - sua estreia será neste domingo, às 15 horas (de Brasília), em Moscou. Por isso, Putin acha que pode ter alguma esperança. "Existe um potencial", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.