Puyol pode desfalcar Barcelona por até três meses

O médico do Barcelona disse neste sábado que o zagueiro Carles Puyol deve desfalcar a equipe por um período entre seis semanas e três meses após ter realizado uma cirurgia no joelho direito, a segunda nos últimos 11 meses. "Puyol irá marcar seu próprio retorno. Pode ser um mês e meio, dois ou três meses", disse Ramon Cugat.

AE-AP, Agência Estado

16 de março de 2013 | 11h00

Puyol fez uma cirurgia no mesmo joelho em maio passado, o que o impediu de participar da vitoriosa campanha da Espanha na última edição da Eurocopa. Cugat disse que o capitão do Barcelona, de 34 anos, tinha cartilagem danificada em seu joelho, mas que este segundo procedimento não foi tão invasivo como o do ano passado.

O Barcelona não informou quando Puyol se lesionou, mas o jogador ficou no banco de reservas e entrou somente nos 15 minutos finais da goleada sobre o Milan por 4 a 0, na última terça-feira, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Com a cirurgia, já é certo que Puyol vai desfalcar o Barcelona nas quartas de final do torneio continental contra o Paris Saint-Germain, no próximo mês - a primeira partida, na França, será disputada em 3 de abril.

Além disso, ficará fora dos próximos compromissos do Campeonato Espanhol, liderado pelo Barcelona com 71 pontos, 13 a mais que o segundo colocado Real Madrid. Sem ele, a zaga do Barcelona deve ser composta por Piqué e Mascherano, como diante do Milan.

O zagueiro também vai ficar fora dos próximos compromissos da seleção espanhola nas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2014. Puyol ficou fora da lista de convocados para os jogos contra Finlândia e França, divulgada na última sexta-feira pelo técnico Vicente del Bosque.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonaPuyol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.