Quadro de Maradona é estável, diz boletim

O quadro clínico do ex-jogador Diego Armando Maradona se encontra ?estabilizado? e o processo de controle da pneumonia apresentou ?uma aceitável evolução?, segundo informa o boletim médico divulgado na tarde desta terça-feira pela direção da Clínica Suizo-Argentina, em Buenos Aires, onde ele se encontra internado desde domingo após sofrer uma grave crise cardíaca. Segundo o boletim, os exames mostraram que Maradona sofre de infecção pulmonar, com uma "crise hipertensiva" provocada por uma "miocardiopatia dilatada". O argentino continua respirando com a ajuda de aparelhos e é mantido sob efeito de sedativos, mas em ?doses decrescentes?, lembra o boletim.A direção da clínica informa que ainda hoje serãoapresentados os resultados definitivos de alguns exames, nos quais seencontrou um determinado tipo de bactérias. "Ele está um pouco melhor que ontem", assegurou o médico particular de Maradona, Alfredo Cahe. O especialista disse desconhecer a informação de o ex-jogador já estava respirando sem a ajuda de aparelhos.Cahe negou a notícia veiculada pela agência estatal de notíciais Telam, segundo a qual foram encontrados entre 850 e 900 miligramas de cocaína na urina do ex-jogador. Limitou-se a dizer que não tinha ?nenhum conhecimento? sobre o resultado do exame. Cahe pediu ?respeito" para com a família de Maradona e voltou a queixar-se ?das versões falsas que vêm sendo difundidas pela imprensa? sobre o assunto. O médico garantiu que Maradona, "não teve nenhumaoverdose de drogas" e pediu para que os jornalistas "se atenham ao que dizem os pareceres médicos" divulgados diariamente pela direção do hospital.O epecialista lembrou que o estado de saúde de Maradona segue sendo "delicado" mas "está avançando passo a passo". Ele advertiu ainda que Maradona deverá ficar internado "por um longo tempo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.