Miguel Medina/AFP
Miguel Medina/AFP

Quagliarella brilha e Itália faz 6 a 0 em Liechtenstein nas Eliminatórias da Euro

Artilheiro do Campeonato Italiano, atacante de 36 anos da Sampdoria marca duas vezes de pênalti

Redação, Estadão Conteúdo

26 de março de 2019 | 19h14

Com uma atuação de destaque do veterano Fabio Quagliarella, a seleção da Itália aplicou 6 a 0 em Liechtenstein, nesta terça-feira, no estádio Ennio Tardini, em Parma, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020. O jogador de 36 anos foi decisivo ao anotar dois gols, coroando seu retorno à equipe.

Titular nesta terça, ele fora reserva e entrara nos minutos finais do jogo anterior, na vitória sobre a Finlândia, no sábado. Artilheiro do Campeonato Italiano, com a camisa da Sampdoria, o atacante não era convocado para a seleção desde outubro de 2015. Mas seu último jogo aconteceu em novembro de 2010. Nesta terça, ele mostrou ao técnico Roberto Mancini por que mereceu o novo chamado.

Jogando em casa, a Itália tratou de impor pressão sobre o modesto time de Liechtenstein desde os primeiros minutos. O gol acabou saindo aos 16 minutos. Após cruzamento da esquerda, quase da linha de fundo, Stefano Sensi, sem marcação dentro da área, completou com facilidade para as redes.

Ofensiva, a Itália teve chance de ampliar aos 22 e aos 24. A primeira finalização parou no goleiro. E a segunda, uma finalização de Verratti de fora da área, passou rente ao travessão. Três minutos depois, foi a vez de Mancini desperdiçar outra boa oportunidade.

O segundo gol acabou saindo aos 31. Verratti fez bela jogada individual pela esquerda, dentro da área. Deixou dois marcadores para trás e bateu no canto. Na sequência, aos 34, Quagliarella começou a fazer a diferença. Ele deixou sua primeira marca em seu retorno ao time titular com um forte chute no centro do gol, em cobrança de pênalti. Com o lance, o atacante se tornou o jogador mais jovem da história da seleção da Itália a balançar as redes, com 36 anos e 54 dias

Antes do terceiro gol, os italianos acertaram o travessão aos 43. Foi apenas um adiamento do gol que sairia quatro minutos depois, em nova penalidade. Mais uma vez, Quagliarella converteu. Desta vez, acertou o canto direito do goleiro, já nos acréscimos.

No segundo tempo, um despretensioso levantamento na área levou ao quinto gol, anotado por Moise Kean, aos 24. Seis minutos depois, Pavoletti, que acabara de entrar em campo, escorou de cabeça quase na pequena área, o goleiro deu rebote e o próprio italiano completou para o gol.

Com o resultado, o time italiano despontou na liderança do Grupo J das Eliminatórias da Eurocopa, com seis pontos e aproveitamento de 100% até agora. Grécia e Bósnia-Herzegovina, que empataram por 2 a 2 na casa do segundo, somam quatro pontos cada. Pelos critérios de desempate, os gregos aparecem na vice-liderança. A Finlândia aparece em quarto, com três pontos, após vencer a Armênia por 2 a 0, fora de casa.

OUTROS RESULTADOS

Pelo Grupo D, a Irlanda assumiu a primeira colocação, com seis pontos, ao derrotar a Geórgia por 1 a 0, diante de sua torcida. Pela mesma rodada, Suíça e Dinamarca empataram por 3 a 3, na casa dos suíços, que aparecem na segunda colocação, com quatro pontos. Os dinamarqueses estão em terceiro, com apenas um ponto em duas rodadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.