Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Quarteto se recupera e já pode retomar treinos no Corinthians, diz preparador

Ralf, Clayson, Renê Júnior e Jadson farão exames médicos nesta manhã de terça-feira e à tarde estarão à disposição do técnico Osmar Loss

Estadão Conteúdo

25 Junho 2018 | 21h46

O primeiro dia de trabalhos na intertemporada do Corinthians foi de boas notícias para a torcida. Preparador físico do time, Anselmo Sbragia revelou que Ralf, Clayson, Renê Júnior e Jadson estão recuperados de lesão e já podem retomar os treinos normalmente com o restante do grupo.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

"Amanhã [terça], como vamos fazer as avaliações físicas no período da manhã e à tarde já iniciamos os treinamentos com bola, todos esses atletas estarão à disposição do Osmar Loss para treinamento. Então não há nenhuma preocupação em poupar durante a semana", revelou Sbragia.

"Vamos ver também a primeira semana de trabalho, como eles vão reagir neste período de uma forma totalmente recuperados. Amanhã [terça], eles dão sequência aos treinamentos com o Loss", comentou o preparador físico.

Ralf, Clayson, Renê Júnior e Jadson estavam afastados do time nas últimas semanas antes da paralisação do Brasileirão, em razão de problemas físicos. Mas os quatro jogadores aproveitaram o recesso de quase duas semanas nos clubes brasileiros para se recuperarem fisicamente.

A maioria dos clubes da Série A se apresentou nesta segunda para dar início à intertemporada que vai durar até o fim da Copa do Mundo. O futebol no Brasil será retomado ao fim do Mundial, no dia 18 de julho - a final da Copa está marcada para o dia 15.

"A princípio, os jogadores estão se apresentando em uma situação aceitável. E foi importante essa parada, porque como houve muito pouco tempo de pré-temporada nesse ano, esse período de transição de 10 dias foi muito importante e não somente em relação ao desgaste físico, mas também na parte mental. Eu acredito que eles tenham aproveitado e tenham se cuidado. E a apresentação deles foi de uma forma satisfatória", disse Sbragia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.