Pedro Nunes/Reuters
Pedro Nunes/Reuters

Quarto jogador mais caro da história, João Félix reforça Atlético de Madrid por R$ 615 milhões

Equipe espanhola fez alto investimento para contratar o atacante português de apenas 19 anos

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de julho de 2019 | 19h48

Grande aposta do Atlético de Madrid para substituir Antonie Griezmann, que se despediu do time ao final da última temporada europeia, o atacante português João Félix, do Benfica, foi anunciado oficialmente pelo clube espanhol nesta quarta-feira como novo reforço do time. O jogador de apenas 19 anos foi adquirido em uma transação de 126 milhões de euros (cerca de R$ 615 milhões), valor que o tornou a quarta contratação mais cara da história do futebol.

O recorde pertence ao Paris Saint-Germain, que em 2017 pagou 222 milhões de euros para tirar Neymar do Barcelona. E naquele mesmo ano o clube francês protagonizou a segunda aquisição de maior valor no futebol em todos os tempos ao contratar Kylian Mbappé, do Monaco, por 180 milhões de euros. E a terceira contratação mais cara foi a que fez Philippe Coutinho trocar o Liverpool pelo Barcelona, em janeiro do ano passado, por 145 milhões de euros.

Por meio de nota publicada em seu site oficial nesta quarta-feira, o Atlético de Madrid informou que João Félix foi submetido a exames médicos na clínica da Universidade de Navarra e assinou um contrato de sete temporadas com o time espanhol.

O jovem atleta ajudou o Benfica a conquistar o título do Campeonato Português na temporada passada, na qual marcou 15 gols e deu sete assistências em 21 partidas disputadas na competição. Para completar, neste ciclo 2018/2019 ele se tornou o mais jovem jogador da história a balançar as redes por três vezes em uma única partida da Liga Europa. O feito foi alcançado em uma vitória por 4 a 2 sobre o Eintracht Frankfurt.

Félix fez a sua estreia pela seleção principal de Portugal em um triunfo por 3 a 1 sobre a Suíça, nas semifinais da última Liga das Nações da Uefa, que depois veio a ser conquistada pela equipe de Cristiano Ronaldo ao derrotar a Holanda por 1 a 0 na decisão.

Vale destacar também que Félix se tornou consequentemente a contratação mais cara da história do Atlético de Madrid. O recorde do clube era o negócio no qual o atacante Thomas Lemar foi adquirido junto ao Monaco, no ano passado, por 72 milhões de euros.

Horas antes de anunciar o jogador português, o Atlético também oficializou as contratações do zagueiro brasileiro Felipe, ex-Corinthians, que estava no Porto, e do meio-campista mexicano Héctor Herrera, que defendeu justamente esta mesma equipe portuguesa nas últimas seis temporadas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.