Quase tudo vendido para jogo no Morumbi

A mais de uma semana da segunda final da Copa Libertadores entre São Paulo e Atlético Paranaense, no Morumbi, a corrida por ingressos não parou. Dos 73 mil colocados à venda, já foram vendidos 62.800.No Canindé, com apenas dois guichês funcionando - um para idosos e outro para o resto da torcida -, houve muita procura. Depois de seis horas e meia na fila, Rafael Mazzari de Souza observou alguns problemas. E contou: "Fiz amizade com o pessoal. Eles me contaram que perceberam uma velhinha que comprava ingressos e depois voltava para a fila. Fez isso umas cinco vezes enquanto estávamos lá. E tinha um senhor que saiu de dentro com ingressos para vender."Rafael, em todo esse tempo, andou pouco mais de 100 metros na fila. Segundo o jovem, cerca de sete mil pessoas passaram por lá, entre 6h e meio-dia e meia.Em meio ao tumulto, ingressos eram vendidos por cambistas ou "idosos" com preços entre R$ 100 e R$ 120. "Tinha muitos policiais ali. Estava organizado, mas o cadastramento na hora de comprar o ingresso atrapalhava tudo", comentou Rafael, que confia demais na conquista do título. "Estou tranqüilo para a decisão. Acho que vamos ganhar os dois jogos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.