Quatro brasileiros marcam e Al Ahli vai à final da Liga dos Campeões da Ásia

Numa partida com quatro gols de jogadores brasileiros, foi um sul-coreano quem definiu o primeiro classificado para a Liga dos Campeões da Ásia. Kyung-Won Kwon marcou aos 48 minutos do segundo tempo e determinou a vitória de 3 a 2 do Al Ahli de Dubai sobre o Al Hilal, da Arábia Saudita, no jogo de volta da semifinal, nos Emirados Árabes Unidos. A ida havia terminado 1 a 1.

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2015 | 16h53

Kyung balançou as redes num gol peculiar. Após falta batida na área, a zaga do Al Hilal tirou parcialmente e o sul-coreano arriscou no rebote, de primeira, da marca do pênalti. O goleiro do time saudita empurrou Salmeen Khamis para ter melhor visão do lance, mas a bola acabou acertando exatamente as nádegas do defensor, desviando a trajetória para dentro do gol.

Até então, o jogo só havia tido gols brasileiros. Lima, ex-Benfica, abriu o placar para a equipe de Dubai aos 17 minutos, escorando sozinho cruzamento vindo da esquerda. Everton Ribeiro, craque das últimas duas edições do Brasileirão, encobriu o goleiro para fazer o segundo, no finalzinho do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Al Hilal reagiu e chegou ao empate. Ailton, um atacante que nunca jogou por clubes brasileiros, descontou aos 6 da segunda etapa e Carlos Eduardo, ex-Fluminense e Port, fez o golaço que deixou a classificação na mão do time saudita. Só mesmo o gol nos acréscimos para mudar esse cenário.

A outra semifinal, na quarta-feira, também promete um show brasileiro. É que o Guangzhou Evergrande, da China, é favorito contra o Gamba Osaka, do Japão, depois de ter vencido por 2 a 1 em casa. No time chinês estão o técnico Felipão, os volantes Renê Junior e Paulinho e os atacantes Alan, Elkeson, Ricardo Goulart e Robinho. Os japoneses têm dois centroavantes brasileiros: Patric (ex-Fortaleza) e Lins (ex-Criciúma).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLiga dos Campeões da Ásia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.