Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

'Que velocidade, hein gordo', disse Mano a Ronaldo após gol

Treinador do Corinthians elogia pique do Fenômeno no lance em que o atacante deixou sua marca no Morumbi

Redação,

19 de abril de 2009 | 20h12

SÃO PAULO - O técnico do Corinthians, Mano Menezes, confessou neste domingo que fez uma brincadeira com Ronaldo após ele fazer o segundo gol contra o São Paulo no Morumbi, que selou a vitória do time alvinegro por 2 a 0 e a consequente classificação para a final do Campeonato Paulista.

Veja também:

linkCorinthians bate o São Paulo e está na final do Paulistão

tabela  Campeonato Paulista - Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

"Depois do gol, eu fui elogiar o pique que ele deu e disse: 'Que velocidade, hein gordo'. A gente sabe que o grande jogador é sempre grande, você pode esperar dele algo diferenciado. Saiu de trás e chegou na frente", comemorou Mano, se referindo ao fato de o Fenômeno ter ganhado na velocidade do zagueiro Rodrigo antes de vencer o goleiro Bosco.

Para o treinador, a superioridade corintiana no confronto foi evidente. "Fizemos os dois gols e poderíamos ter feito mais, pela velocidade que impusemos e as chances que criamos", declarou.

O comandante do clube do Parque São Jorge ainda não perdeu a oportunidade de cutucar o rival Muricy Ramalho. "Eu não gosto muito de fazer previsão, porque a última mais veemente meu amigo Muricy fez a bola de cristal dele rachou ontem (sábado) e quebrou hoje (domingo)", ironizou.

Antes dos confrontos deste fim de semana, o treinador são-paulino havia dito que a final do Paulistão seria entre Palmeiras e São Paulo. E a decisão será Corinthians x Santos.

Em entrevista coletiva após o clássico, Mano Menezes ainda fez questão de elogiar o meia Douglas. Ele vinha sendo muito criticado pela torcida e neste domingo armou toda a jogada e ainda fez o primeiro gol do jogo.

"Eu tenho falado já a algum tempo que o Douglas vem se recuperando. O treinador é o primeiro a enxergar isso pelos fundamentos da partida, e ele nos últimos jogos aumentou sua participação", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.