Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Queda de rendimento após Copa do Mundo preocupa o Flamengo

Técnico Maurício Barbieri tenta adotar um discurso otimista diante de momento ruim

Estadão Conteúdo

20 Agosto 2018 | 20h48

A queda de rendimento pós-Copa do Mundo já preocupa o Flamengo no Campeonato Brasileiro. Antes do torneio na Rússia, o time carioca ocupava a liderança da competição, que agora está nas mãos do São Paulo. E a equipe caiu para a terceira posição ao fim do turno, a quatro do primeiro colocado.

Mesmo com as atenções divididas entre Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão, o Flamengo não costuma poupar os seus principais jogadores. E o desgaste parece estar cobrando o seu preço, afinal, o time somou apenas dez pontos nos sete jogos disputados na Série A após a Copa do Mundo.

O desempenho é bem inferior ao de clubes que brigam pelo título nacional, como o líder São Paulo, que fez 18 pontos no mesmo período, e Grêmio e Internacional, que somaram 15, cada, sendo que essa campanha impulsionou o time tricolor gaúcho a ultrapassar o Flamengo.

Mesmo diante desse cenário complicado, o técnico Maurício Barbieri tenta adotar um discurso otimista. "Vai começar um novo turno e tivemos um bom desempenho neste. Não terminamos em primeiro, mas entre os primeiros. Desde o início, falamos que pouco importa a liderança no começo, mas na última rodada, que é o objetivo. Temos ajustes para fazer como qualquer equipe. Temos pontos positivos para potencializar", assegurou.

A torcida flamenguista também parece não ter desanimado. Nesta segunda-feira, o clube divulgou que já foram vendidos 32 mil ingressos antecipadamente para o duelo de quinta com o Vitória, no Maracanã, pela 20ª rodada.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.