Queda de rendimento preocupa técnico do Vasco

O técnico Cristóvão Borges admitiu na noite de sábado que está preocupado com a queda de rendimento do Vasco nas últimas rodadas do primeiro turno. Ao ser superado pelo Fluminense, o time de São Januário somou quatro jogos sem vitória. A situação é agravada pela queda na tabela e pelas derrotas em dois clássicos seguidos.

AE, Agência Estado

26 de agosto de 2012 | 10h38

"No geral, o desempenho da equipe é bom. Claro que, neste momento, a avaliação se refere ao final [do turno], que não é boa. A equipe estava acostumada a ganhar, com uma boa performance, mas sofreu uma queda neste final. Isso [sequência negativa] precisa ser quebrado. É lógico que é preocupante", reconheceu após a derrota por 2 a 1 para o Fluminense.

Apesar do tropeço, Borges ficou satisfeito com a postura vascaína, superior a dos últimos jogos. "Apesar do resultado, que não foi satisfatório, a equipe voltou a ser aquela que se entrega, bem organizada, com variação de jogo. A equipe continua forte. Precisávamos retomar esse equilíbrio", avaliou.

Para o treinador, a referência negativo do Vasco é o primeiro tempo disputado contra o Coritiba, há duas rodadas - o duelo acabou empatado por 2 a 2. "A equipe melhorou em relação ao que vinha fazendo. O jogo de hoje [sábado] é muito próximo daquilo que é o bom do Vasco. Então, vejo [o desempenho de hoje] de uma forma positiva".

Após passar quatro rodadas sem vencer, o Vasco perdeu a vice-liderança e pode terminar esta rodada na quarta colocação da tabela, se o Grêmio empatar ou vencer o clássico com o Internacional, neste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoCristóvão Borges

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.