Queda no Gaúcho não muda caminho do Inter, diz Dorival

A derrota para o rival Grêmio no clássico da última quarta-feira tirou o Internacional da disputa do primeiro turno do Campeonato Gaúcho. A equipe era favorita para o confronto, mas o técnico Dorival Júnior garantiu que o resultado negativo, apesar de ter sido "amargo", não abalou o grupo, que continua com as mesmas metas na temporada.

AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2012 | 16h11

"Continuam as mesmas (metas). Não podemos desviar de um objetivo por causa de um ou outro detalhe que tenha ocorrido no meio do caminho. A derrota, apesar de amarga, sempre traz benefícios. Logicamente que ninguém gostaria de estar nesta situação, mas manteremos a mesma postura. Continuamos acreditando com muita força. Nossa equipe tem qualidade para chegar, tanto no Gaúcho como na Libertadores", disse, em entrevista ao site do clube.

Sem esconder que a Libertadores é seu principal objetivo, Dorival já projeta o próximo confronto na competição, diante do Santos, no dia 8 de março, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Grupo 1. Com o conhecimento de quem treinou a equipe paulista, em 2010, ele afirmou que espera muita dificuldade para a partida.

"É um jogo com característica de clássico. O Santos vem evoluindo no Campeonato Paulista e o Inter tem mantido uma boa postura nas suas disputas. Esperamos que os jogadores que estão lesionados neste momento estejam recuperados até a partida na Vila Belmiro. Vamos precisar de toda a força do nosso time, pois tem tudo para ser um jogo difícil e de muita qualidade técnica. São equipes que procuram jogar com alegria, sempre buscando o gol", avaliou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInternacionalDorival Júnior

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.