Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Eliminação do Corinthians na pré-Libertadores dá prejuízo milionário; entenda

Na previsão orçamentária de 2020, diretoria esperava que time avançasse pelo menos até as oitavas, recebendo cerca de R$ 20 milhões

João Prata, O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2020 | 04h30

A eliminação do Corinthians na segunda fase preliminar da Copa Libertadores dará prejuízo milionário ao clube. A projeção cautelosa da diretoria feita para tentar cobrir as despesas de 2020 previa que o time avançasse pelo menos até as oitavas de final da competição sul-americana.

Com a queda diante do Guaraní nesta quarta-feira, o Corinthians ficou sem arrecadar R$ 20 milhões do previsto no orçamento anual. Se passasse para a terceira etapa da competição, garantiria prêmio de R$ 2,1 milhões. Na fase de grupos, a Conmebol paga US$ 1 milhão (R$ 4,3 milhões) por jogo em casa, ou seja, o clube deixou de ganhar cerca de US$ 3 milhões (R$ 13 milhões proximadamente). Esse dinheiro, ou parte dele, seria reinvestido no pagamento das parcelas mensais da Arena e na folha de pagamento do futebol.  

 

Nas oitavas de final, o valor pago é de R$ 4,5 milhões por partida mandante. Fazendo todos esses jogos, o clube arrecadaria quase R$ 20 milhões. Isso sem contar a receita de patrocínio e a de bilheteria. Nesta quarta, na eliminação diante do Guaraní, do Paraguai, 40 mil torcedores estiveram no estádio em Itaquera. Uma vaga na fase de grupos daria ainda direito ao Corinthians de disputar um clássico com o Palmeiras, pois os dois rivais estariam na mesma chave, a B. Antes disso, porém, seria preciso enfrentar pela última etapa preliminar o Palestino, do Chile, que se classificou no mata-mata.

O campeão do principal torneio do continente levará US$ 15 milhões (R$ 65,5 milhões), mais 25% da renda da decisão em partida única - a final deste ano acontecerá no Maracanã, no Rio. O vice fica com US$ 6 milhões (R$ 26,1 milhões) e outros 25% da bilheteria. Se incluir também o arrecadado nas fases anteriores, o time que conquistar a Libertadores receberá US$ 22,5 milhões (R$ 98,1 milhões).

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Criamos o suficiente para vencer. Ao mesmo tempo, quero pedir desculpas para a arbitragem brasileira pela crítica que fazemos, ainda mais enfrentando uma arbitragem terrível como a de hoje (ontem), do Néstor
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Tiago Nunes, técnico do Corinthians

Abatido pelo primeiro grande revés no cargo de treinador do Corinthians, o técnico Tiago Nunes culpou a arbitragem do argentino Néstor Pitana. E isentou o meia Pedrinho pela expulsão. "Criamos o suficiente para vencer. Ao mesmo tempo, quero pedir desculpas para a arbitragem brasileira pela crítica que fazemos, ainda mais enfrentando uma arbitragem terrível como a de hoje (ontem), do Néstor", disse após a partida. A eliminação vai ter um preço ao longo do ano.

Para a sequência da temporada, o treinador comentou contar com a recuperação do elenco e a presença de mais opções no grupo. O atacante colombiano Yony González foi anunciado, assim como outros jogadores devem se recuperar de lesões. "Temos ainda jogadores para entrar no elenco que estão no departamento médico, como o Ramiro e o Danilo Avelar, além do Léo Santos. São jogadores do próprio clube que serão reforços, além do próprio Yony", explicou.

Com o objetivo de superar a eliminação, o Corinthians tem como próximo compromisso da temporada o clássico com o São Paulo no sábado, no estádio do Morumbi, pelo Campeonato Paulista. O time alvinegro é o segundo lugar do Grupo D da competição, com sete pontos. O líder é o Guarani, que somou oito pontos até agora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.