Queiroz diz não pensar em cruzamento com a Espanha

Faltando três dias para o jogo com o Brasil, na última rodada do Grupo G, o técnico Carlos Queiroz garantiu que ainda não está preocupado com o possível adversário de Portugal nas oitavas de final. Sua seleção assegurará a classificação com um empate. Se ficar em segundo lugar na chave, Portugal terá pela frente a grande favorita Espanha.

AE, Agência Estado

22 de junho de 2010 | 21h07

"Evitar a Espanha? O mais importante é passar à fase seguinte, depois temos de aceitar o que estiver à nossa frente. Não jogamos com os outros, nem para os outros. Jogamos o nosso campeonato. Um jogo de cada vez, tentar fazer o melhor e quem vier, vem. Portugal estará aí para jogar", declarou o treinador, nesta terça-feira. "Ainda não estamos nas oitavas".

"Há que concentrar a atenção no jogo com o Brasil. O resto não interessa nada. O que me interessa é jogar bem e seguir em frente", declarou, motivado pela maior goleada desta Copa, um 7 a 0 sobre a Coreia do Norte.

O placar dilatado praticamente classificou a seleção portuguesa. A equipe de Queiroz só será eliminado se perder do Brasil e a Costa do Marfim aplicar uma goleada de 9 a 0 sobre os coreanos na sexta-feira.

Apesar da ampla vantagem, o treinador pediu concentração aos seus jogadores. "Temos de trabalhar o máximo para não sermos surpreendidos. Por isso, quero concentração máxima e tentar jogar o jogo pelo jogo para conseguir o melhor resultado possível na próxima sexta-feira".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.