Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

'Quem manda na Conmebol é o futebol argentino', diz presidente do Santos

José Carlos Peres ainda não digeriu eliminação da equipe na Libertadores pela escalação de Carlos Sánchez

Estadão Conteúdo

20 de novembro de 2018 | 18h34

O presidente do Santos, José Carlos Peres, afirmou que vai processar a Conmebol pela punição que a entidade aplicou ao Santos durante a Copa Libertadores deste ano e enfatizou que "quem manda na Conmebol é o futebol argentino".

"Nós saímos da competição sem perder. Não perdemos para o Independiente nos dois jogos e o segundo jogamos sob uma pressão absurda. Nós recorremos, fomos na Conmebol, entramos com recurso. É uma vergonha porque eles podem demorar anos para responder, não tem prazo. Vamos entrar na CAS (Corte Arbitral do Esporte), já está decidido e temos um advogado. Ele estudou o caso e estamos pedindo indenização de US$ 10 milhões e a vaga, que nos foi tirada. E deixo bem claro que quem manda na Conmebol é o futebol argentino", afirmou o dirigente em entrevista ao canal BandSports.

Na ocasião, a Conmebol puniu o Santos por considerar irregular a escalação do meio-campista Carlos Sánchez no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, contra o Independiente, na Argentina. No confronto de volta, o empate sem gols entre Santos e Independiente no Pacaembu eliminou o Santos da Libertadores. O duelo de ida teve o mesmo placar, mas a Conmebol, atribuiu vitória de 3 a 0 ao Independiente por conta da escalação irregular do uruguaio. Santos teria de vencer por quatro gols de diferença para avançar direto para as quartas de final.

Além disso, Peres falou sobre a permanência do atacante Gabriel Barbosa no clube e afirmou que o Santos está fazendo o possível para manter o jogador por mais uma temporada. "Nós estamos conversando com os procuradores, com a Inter de Milão. Os caras estão vendo que o investimento deles está indo pelo ralo, mas o Santos está fazendo o possível para que ele fique mais uma temporada. É um menino da Vila, é artilheiro, têm o seu valor e o clube reconhece isso. Ele quer ficar", ressaltou ao falar sobre o atleta, que vem defendendo a equipe santista por empréstimo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.