Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

'Queremos que a Vila volte a ser o alçapão', afirma Orlando Rollo

Candidato da Chapa 3, Pense Novo, fala que é possível demolir os camarotes inferiores e resgatar o 'torcedor comum' ao estádio

O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2014 | 23h30

Orlando Rollo, da Chapa 3 (Pense Novo), defende que a Vila Belmiro volte a ser um 'alçapão'. Segundo ele, o estádio sofreu uma elitização. 'Pretendemos demolir esses camarotes inferiores', diz. Sobre a venda de Neymar, o candidato afirma que a negociação foi muita vantajosa para o jogador, mas ruim para o clube. Abaixo, a entrevista.

Como o senhor analisa, à luz dos documentos já divulgados, a venda do Neymar ao Barcelona? O Santos foi prejudicado?

Foi uma negociação vantajosa para atleta, mas muito ruim para o clube. Uma negociação obscura em que precisam ser esclarecidos muitos pontos. O Santos FC foi vítima nessa negociação, perdeu milhões e o conselho gestor não demonstra o menor empenho em apurar possíveis danos ao patrimônio do clube. Estamos estudando as melhores providências a tomar, já protocolamos um pedido de explicações no clube e analisamos quais as possíveis providências judiciais cabíveis.

Qual foi o maior erro da atual gestão?

A atual gestão foi uma sucessão de erros, mas a instalação do comitê de gestão, com sua letargia nas decisões, a contratação do Leandro Damião por um valor exorbitante e essa negociação obscura do Neymar são gritantes.


O que fazer com Leandro Damião, que custou uma fortuna ao clube e vive uma fase ruim?

Vamos analisar minuciosamente o contrato do Leandro Damião, já que existem cláusulas sigilosas, para decidirmos qual a melhor atitude a tomar. Temos que pensar no clube e no seu patrimônio.

A situação financeira do clube preocupa?

O clube tem um faturamento anual de quase R$ 200 milhões, o que acontece é a má administração desse dinheiro, por isso essa dita crise financeira. Gerindo bem o dinheiro não existe crise, dá pra administrar o clube e ter um time competitivo. Quanto às dívidas, temos que equalizá-las e equilibrar o balanço, o mais importante é o pagamento dos salários atrasados.

Por que a Vila Belmiro recebe pouco público? É possível mudar esse quadro?

O torcedor comum foi afastado do estádio. A Vila Belmiro sofreu uma elitização com esses camarotes inferiores, na linha do campo, e o torcedor perdeu seu lugar, ali, onde ficava o alambrado. Queremos que a Vila volte a ser o alçapão. Pretendemos demolir esses camarotes, reformar e modernizar o estádio, gerar uma nova experiência de jogo para nossos torcedores.

O Santos conseguiria ter uma arena moderna, à exemplo do Corinthians e do Palmeiras?

Sim, é plenamente viável que o Santos FC tenha uma arena moderna.  O clube perdeu a oportunidade de modernizar sua arena na Copa do Mundo e agora terá que ir atrás. Eu mesmo, no exercício da vereança, propus um projeto de lei que desafeta as ruas no entornos do estádio, com exceção da Rua Princesa Izabel, que já acontece em dias de jogos, para que seja possível a instalação de infraestrutura que permitirá essa reforma e modernização.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCEleiçãoOrlando Rollo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.