Alex Silva| Estadão
Alex Silva| Estadão

'Não gostaria de ver o Tite na seleção', diz Roberto de Andrade

Dirigente corintiano nega saída do treinador

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2016 | 18h33

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, afirmou nesta sexta-feira que não tomou conhecimento do contato que a CBF teria feito com o técnico Tite. Porém, o dirigente garantiu que seu treinador não sairá do clube neste momento. "Fiquei sabendo pela matéria. Não falei com Tite, já tinha conversado antecipadamente e ele disse que não sairia. Não sei se houve ou não (contato)", declarou.

Roberto voltou a dizer que trocar o clube pela seleção brasileira é uma decisão pessoal do treinador. O dirigente afirmou que prefere vê-lo no comando da equipe. "Sou mais corintiano que patriota. Não gostaria de ver o Tite saindo para a seleção", afirmou o dirigente.

Tite foi sondado por um intermediário da CBF para assumir o lugar de Dunga, segundo o site Globoesporte.com. O técnico do Corinthians teria rejeitado o convite. No clube, assim como Roberto de Andrade, outros cartolas garantem que Tite vai continuar no Corinthians pelo menos até o fim da participação do clube na Libertadores.

O contrato de Tite com o Corinthians vai até o final de 2017. Mas não há multa contratual. Bastaria o rompimento do vínculo. Roberto afirmou ainda que caso houvesse o convite da CBF, Tite teria avisado o clube. "Não pela função que ele tem no clube, mas por respeito que temos com ele."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.