Quilmes entra com pedido de concordata na Argentina

Um dos mais antigos do país, clube tem uma dívida de mais de R$ 670 milhões

O Estado de S. Paulo

07 Outubro 2016 | 20h14

O Quilmes, um dos times mais tradicionais da Argentina, entrou com pedido de concordata na última quinta-feira, no Juizado Civil e Comercial nº 3 de Quilmes. 

A dívida do clube chega à cifra de US$ 208 milhões (R$ 672 milhões) e a posição oficial é de que “sabe-se qual é a dívida, mas não se sabe quem são os credores”. O objetivo da concordata é submeter a dívida a auditorias e análises por parte do tribunal, de modo que a instituição possa entender melhor e reestruturar suas finanças. O próximo passo é apresentar propostas de negociação aos credores.

A medida tomada pelo Quilmes não impede que a equipe continue disputando a Primera División de Argentina. O funcionamento dos demais departamentos do clube também não serão afetadas. Após cinco rodadas, o clube ocupa apenas o 21º lugar, com cinco pontos (uma vitória, dois empates e duas derrotas), entre os 30 participantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.