Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Racing faz argentinos esquecerem crise

Os bancos não são as únicas instituições argentinas que apresentam filas em suas portas durante a semana. Milhares de torcedores do Racing esqueceram a crise econômica que arrasa o país e se acotovelaram nas bilheterias do Estádio do Banfield. O motivo: a chance de ver sua equipe, conhecida no país como "La Academia", campeã do Torneio de Apertura depois de 35 anos.O Racing pode obter o título com duas rodadas de antecedência, mas não depende só de si para levantar a taça. Para obter o título, a Academia precisa derrotar o Banfield e torcer para o vice-líder River Plate não vencer o Lanús. Para se ter uma idéia do tempo de fila do time, o primeiro da Argentina a conquistar o Mundial Interclubes (1967), basta lembrar que quando a equipe venceu o Torneio de Apertura pela última vez, em 1966, a seleção brasileira ainda era apenas bicampeã mundial.Dívida - Com o título, o Racing finalmente poderá pagar uma dívida que tem com a sua torcida. O time passou por momentos difíceis a partir de 1982, quando foi rebaixado para a Segunda Divisão. Há dois anos, o clube faliu e só não deixou de existir porque os torcedores fizeram pressão sobre as autoridades, que evitaram seu fechamento por meio de artifícios legais e políticos.Os jornais argentinos têm dito que o Racing tem sido a única coisa capaz de fazer a população do país esquecer a grave crise econômica que arrasa todas as províncias. Nas lojas, os únicos produtos com venda garantida são os que têm a imagem relacionada ao time.Rodada - Além dos jogos do Racing e do River Plate, a rodada tem mais quatro partidas: San Lorenzo x Huracán, Gimnasia x Rosário Central, Newell?s Old Boys x Estudiantes e Velez Sarsfield x Boca Juniors.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.