Rafa Márquez culpa retranca pela eliminação do México

O capitão da seleção mexicana, Rafa Márquez, autor do gol na derrota por 2 a 1 para a Argentina, neste sábado, em Leipzig, disse que o resultado aconteceu porque faltou ofensividade ao México. Para este jogo, o técnico Ricardo Lavolpe escalou seis jogadores de defesa no time titular."O resultado veio de um golaço deles e no futebol, ganha quem faz mais gols. É claro que estamos muito tristes. Nosso time vinha bem na partida, tivemos algumas chances para marcar, mas sentimos o desgaste no final e tivemos que apelar para o coração", disse o zagueiro, se referindo ao gol de Maxi Rodríguez, na prorrogação.Nas últimas três Copas do Mundo, o México já havia sido eliminado nas oitavas-de-final. Em 1994, perdeu nos pênaltis, após empate por 1 a 1 com a Bulgária. Em 1998, derrota por 2 a 1 para a Alemanha. Em 2002, nova derrota no tempo normal, por 2 a 0, para os Estados Unidos.As melhores campanhas do México foram dois sextos lugares nas Copas disputadas em casa. Em 1970, foi goleado pela Itália por 4 a 1, e em 86, foi eliminado pela Alemanha, nos pênaltis, depois de um empate sem gols.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.