Rafael diz que cobranças não assustam o Santos

A derrota para o rival Corinthians por 3 a 1, domingo, em partida válida pela nona rodada do Campeonato Paulista, encerrou a invencibilidade santista na temporada e causou protesto dos torcedores, que criticaram o trabalho do técnico Adílson Batista. As cobranças, porém, não incomodam o goleiro Rafael, que garantiu estar ainda mais motivado para conseguir uma reabilitação contra o São Bernardo, sábado, na Vila Belmiro.

AE, Agência Estado

22 de fevereiro de 2011 | 15h39

"Nós gostamos disso. O torcedor do Santos sempre viu grandes equipes sendo formadas, então sempre tem a expectativa de uma goleada. A torcida sempre quer espetáculos, mas nós temos que estar preocupados em vencer antes de tudo. O nosso futebol pode não estar sendo tão bonito, mas o importante é que seja eficiente", afirmou.

Rafael minimizou o tropeço no clássico e lembrou que o Santos está apenas dois pontos atrás do Palmeiras, líder do Campeonato Paulista. "Perder nunca é normal, mas foi apenas um jogo. Somos uma equipe equilibrada. Estamos a dois pontos do líder e queremos ganhar todos os campeonatos, mesmo sendo a Libertadores o nosso principal objetivo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.