AFP
AFP

Rafael Henzel quer voltar à Colômbia após tragédia da Chapecoense

Jornalista sobrevivente da tragédia que matou 71 pessoas planeja retorno a Medellín para narrar segundo jogo da Recopa

O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2017 | 10h47

Sobrevivente do voo que levava a delegação da Chapecoense para Medellín e que matou 71 pessoas na madrugada do dia 29 de novembro, o jornalista Rafael Henzel já se prepara para voltar à Colômbia no dia 10 de maio, data do jogo de volta da Recopa  Sul-Americana entre o time catarinense e o Atlético Nacional. A partida de volta será nesta terça-feira, às 19h15, na Arena Condá, em Chapecó.

"Quero visitar os bombeiros e os médicos que me atenderam. Já está confirmado que vou para lá e já tenho um cronograma planejado de visitas. Quero voltar ao morro e entender o que aconteceu. E, claro, agradecer por estar vivo, pelas pessoas que nos abraçaram", afirmou Henzel em entrevista ao jornal O Globo.

O jornalista também pretende voltar ao hospital onde ficou internado após a queda do avião. "Eu tive um problema no pé e no pulmão. Quando saí do hospital de lá, prometi voltar pisando firme e respirando fundo e vou pagar essa promessa. E vestindo a camisa da Chape", disse Henzel.

Ele pretende visitar o local ao lado de Ruschel, Neto e Follmann, outros sobreviventes do acidente. "A intenção é de irmos os quatro juntos e seria interessante chegarmos lá felizes. Tenho uma agenda que, de repente, coincide com a deles. Vamos ver se conseguimos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.