Rafael Marques vê adaptação do Botafogo na 'nova casa'

Com a interdição do Engenhão, o Botafogo passou a mandar a maioria de seus jogos no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). E tem conseguido sucesso, como aconteceu na noite de quarta-feira, quando derrotou o Sobradinho e avançou na Copa do Brasil. Para o atacante Rafael Marques, um dos titulares do técnico Oswaldo de Oliveira, o time está conseguindo se adaptar à "nova casa".

AE, Agência Estado

25 de abril de 2013 | 15h40

"Por termos perdido o Engenhão, onde nos sentíamos bem, hoje nossa casa é Volta Redonda. Estamos nos adaptando ao campo", afirmou Rafael Marques, que fez um dos gols na vitória por 2 a 0 diante do Sobradinho - Fellype Gabriel marcou o outro. "O campo é pequeno e o alambrado fica perto, então a interação é maior. Gosto de estádios assim, onde sentimos mais o calor da torcida."

Será novamente em Volta Redonda que o Botafogo jogará na noite de sábado, quando enfrente o Resende pela semifinal da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. E Rafael Marques mostra confiança em mais um triunfo, para manter a boa fase botafoguense. "O grupo ganhou força, está bem focado e superou a desconfiança do início. Poder estar 10 jogos invicto é muito positivo, mas mantenho os pés no chão, não entro em euforia, para dar continuidade ao trabalho", disse o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoRafael Marques

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.