Divulgação
Divulgação

Lesão de Gabriel motiva ainda mais o Palmeiras, diz Rafael Marques

Atacante diz que nenhum outro companheiro marca como o volante

DANIEL BATISTA, Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2015 | 15h22

A lesão do volante Gabriel parece que realmente abalou alguns jogadores do Palmeiras. O atacante Rafael Marques, um dos melhores amigos do volante, admite que sentiu muito saber que não terá a parceria do companheiro até o fim da temporada, mas tenta aproveitar a notícia ruim para transformá-la em algo motivacional ao grupo.

"Com a lesão do Gabriel, a gente tem de se doar ainda mais e isso tudo deve servir de lição para todos nós. Apesar de não ser bacana o modo como foi a lesão, isso tudo pode dar motivação ainda maior até o fim do ano", disse o atacante, que estava claramente chateado com a situação do colega. "Ainda não caiu a ficha. A gente perde na marcação, embora tenhamos jogadores que marcam forte também, mas não como o Gabriel. Tenho certeza de que o escolhido pelo Marcelo (Oliveira, técnico), vai corresponder, mas lamentamos muito a ausência do Gabriel."

O volante Gabriel é um dos jogadores que mais desarmam no Campeonato Brasileiro, algo que demonstra sua importância para a equipe. Sem ele, o treinador pode escalar Andrei Girotto ou Amaral no setor e mexer pouco no esquema tático do Palmeiras. Caso resolva optar por uma formação mais ofensiva, o treinador pode colocar Robinho ou Cleiton Xavier na posição e ainda dar uma nova chance para Zé Roberto.

Para Rafael Marques, por mais que Marcelo acerte na escolha, dificilmente conseguirá suprir a ausência de Gabriel. "O Amaral tem essa característica de pegada e o Andrei também, mas ele chega um pouco mais na frente. Tem ainda o Cleiton e o Robinho, mas aí perdemos na qualidade da marcação."

O volante passou por cirurgia no joelho esquerdo na quarta-feira. A previsão é que ele retorne aos gramados dentro de seis meses. Gabriel rompeu os ligamentos. Assim, ele está fora do Campeonato Brasileiro e deve perder toda a pré-temporada do ano que vem também.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.