Reprodução/ Instagram Rafael Moura
Reprodução/ Instagram Rafael Moura

Rafael Moura viaja para enterro da mãe, mas vai defender Goiás contra o Santos

Junia Moura, de 54 anos, tinha câncer e morreu por complicações da doença

Redação, Estadão Conteúdo

03 de outubro de 2020 | 18h14

Mesmo tendo perdido a mãe, vítima de câncer, na sexta-feira à noite, o atacante Rafael Moura garantiu que vai estar à disposição da comissão técnica para ajudar o Goiás na partida contra o Santos, neste domingo, às 18h15, na Serrinha em Goiânia pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Junia Moura, de 54 anos, sofria de câncer e não resistiu mais à doença. O atacante foi liberado pelo clube por três dias, mas não quer ficar longe dos companheiros na luta para tirar o time goiano da lanterna da competição, com nove pontos em nove jogos.

Rafael acompanhou, neste sábado, em Belo Horizonte o sepultamento da mãe, mas vai voltar para Goiânia. Dona Junia era um exemplo de vida para o filho que se manifestou nas suas redes sociais. "Ela sempre foi um exemplo para eu viver um dia após o outro. Tenho orgulho de ser filho de uma mulher tão guerreira".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.