Rafael Santos celebra fase, mas quer Atlético-PR melhor

O zagueiro Rafael Santos admite que nem sonhava em disputar a artilharia do Campeonato Brasileiro, mas não esconde a alegria pela boa fase. O defensor do Atlético Paranaense já marcou quatro vezes na competição, e tem ajudado a minimizar o momento ruim do ataque atleticano. A situação do equipe, porém, preocupa o jogador, que quer ver o time deixar a lanterna e subir na tabela.

AE, Agencia Estado

24 de junho de 2009 | 22h48

"O momento que estou vivendo é bom, mas vai ser melhor se a minha equipe estiver lá em cima", afirmou Rafael Santos nesta quarta-feira. "Eu devo isso não só a mim, mas a todos da comissão técnica e aos jogadores." Além de dividir os méritos pelos gols marcados, o zagueiro ainda lembrou que uma marcação especial nele pode ajudar os companheiros. "Isso é importante porque eles vão tentar me marcar e os jogadores que estiverem ali vão ter espaço."

Com apenas cinco pontos somados após sete rodadas, a segunda vitória do Atlético poderia ter vindo no último sábado, quando acabou sofrendo o empate por 2 a 2 com o Palmeiras no fim do jogo. Para Rafael Santos, o time ainda tem a melhorar. "É complicado, a gente está atacando bastante. Infelizmente, algumas falhas de atenção estão ocorrendo, de toda a equipe", disse. "A gente tem que acertar, com o [técnico] Waldemar [Lemos] principalmente a gente vem trabalhando isso."

No próximo sábado, o Atlético recebe o Corinthians, que deve atuar com um time reserva, sem Ronaldo. Rafael Santos, entretanto, não acredita que a ausência mude muita coisa. "A gente tem que encarar aquele que entrar em campo. Lógico que é indiscutível o posicionamento do Ronaldo, a qualidade dele. Mas acho que aquele jogador que vier a gente tem que marcar forte, porque o Atlético precisa sair dessa situação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.