Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Rafael Sóbis valoriza base e cobra maior organização nos bastidores do Cruzeiro

'Acabou uma temporada em que, se fosse um pouco mais organizada, com todo o respeito, subiríamos tranquilo', declarou o experiente atacante

Redação, Estadão Conteúdo

30 de janeiro de 2021 | 00h34

Logo após o melancólico empate sem gols com o Paraná, na noite desta sexta-feira, na despedida da Série B do Campeonato Brasileiro, o experiente atacante Rafael Sóbis valorizou o uso de jogadores criados nas categorias de base celeste, mesmo em meio ao cenário adverso no Cruzeiro.

"Acima de tudo, parabenizar os meninos que quiseram estar aqui, que jogaram e lutaram. Seria melhor, claro, o resultado positivo. Os jogadores deles também jogam por um prato de comida, pela próxima temporada, por oportunidades", disse o atleta, de 35 anos.

O veterano, na sequência, ainda cutucou a desorganização nos bastidores do Cruzeiro. Ao longo da temporada, por exemplo, Adílson Batista, Enderson Moreira, Ney Franco e Felipão comandaram a equipe, que, neste confronto derradeiro teve o auxiliar Célio Lúcio como interino. Ainda houve problemas administrativos e financeiros.

"Acabou uma temporada em que, se fosse um pouco mais organizada, com todo o respeito, subiríamos tranquilo. Que sirva de aprendizado! Logo tem de novo...Então, tentar não errar, fazer as coisas bem, esse vai ser um ano mais difícil ainda", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.