Rafinha pede dispensa da seleção para buscar cidadania alemã

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deve anunciar nesta quarta-feira o nome do substituto do lateral-direito Rafinha, que pediu dispensa dos primeiros jogos da seleção brasileira nas eliminatórias da Copa do Mundo porque busca a cidadania alemã para defender os atuais campeões do mundo.

REUTERS

23 de setembro de 2015 | 11h53

O jogador, de 30 anos, já atuou em amistosos pela seleção brasileira principal e até defendeu o Brasil ns Olimpíada, mas espera poder defender a Alemanha, país onde joga há mais de 10 anos.

A CBF informou, por meio de nota divulgada na noite de terça-feira, que o jogador pediu dispensa da lista de convocados para os primeiros jogos do Brasil nas eliminatórias, contra Chile e Venezuela, em outubro.

"Respeitamos a opção do jogador, elogiamos a transparência e estamos executando o cancelamento da convocação do Rafinha”, disse a CBF em nota. “A CBF entende que somente jogadores integralmente comprometidos com a seleção e nossa filosofia de trabalho podem fazer parte do grupo que representa o Brasil”.

Rafinha foi chamado pelo técnico Dunga porque os dois jogadores preferidos do treinador para a posição, Daniel Alves (Barcelona) e Danilo (Real Madrid), estão atualmente lesionados.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTSELECAORAFINHAALEMANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.