Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Raí afirma que São Paulo cogita formalizar reclamação contra arbitragem

Dirigente do clube questiona expulsão de Toró e cita decisões em jogos anteriores que prejudicaram o time

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

19 de maio de 2019 | 15h24

O São Paulo ficou indignado neste domingo com a atuação do árbitro de vídeo no empate em 0 a 0 com o Bahia, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. O diretor de futebol do clube, Raí, disse depois da partida que a falta de critério na avaliação dos lances incomoda bastante e faz até mesmo a cúpula tricolor pensar em fazer uma reclamação formal contra as situações que lhe desagradaram.

No empate, dois lances em específico irritaram o São Paulo. O time se sentiu prejudicado pela expulsão do atacante Toró após dividida com o goleiro Douglas, em lance que foi revisado no vídeo. A outra queixa recai sobre uma dívida no primeiro tempo, em que Gregore acerta o tornozelo de Liziero, que se machuca e deixa a partida as 12 minutos. Essa disputa de bola não foi analisada pela tecnologia.

"Isso decide uma partida, são dois pontos que não voltam mais. Vamos ver o que é melhor a fazer, uma ação mesmo, porque é falta de competência", criticou Raí. O diretor são-paulino considerou exagerada a decisão de expulsar o atacante Toró no segundo tempo. "O Toró não tinha intenção nenhuma de machucar o Douglas. O cara para ser expulso tem que cometer uma agressão grave. Não foi o caso", afirmou.

O dirigente são-paulino listou na entrevista uma série de lances neste Brasileiro em que considera que houve erro da arbitragem contra o time. Raí citou uma cotovelada de Thuler, do Flamengo, em Pato e uma falta recebida por Tchê Tchê na vitória do último domingo sobre o Fortaleza. Na opinião do diretor de futebol, é a hora do clube manifestar uma posição mais críticas sobre essas situações.

"A gente tem que ver o que pode fazer, marcar posição. Fazer alguma coisa para, pelo menos, diminuir as chances de que isso se repita. O clube tem que ter uma posição institucional, vamos ver a melhor maneira para que a gente tenha chances de reparar isso", comentou Raí. Após o empate, o São Paulo ocupa agora a terceira posição na tabela, com 11 pontos, dois atrás do líder, o Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.