GABRIELA BILÓ / ESTADÃO
GABRIELA BILÓ / ESTADÃO

Raí critica arbitragem e quer cobrar CBF por erros contra o São Paulo

Dirigente tricolor explica que atuação de Anderson Daronco foi revoltante

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

06 Setembro 2018 | 01h16

A arbitragem de Anderson Daronco na partida entre Atlético-MG e São Paulo foi muito criticada pela diretoria tricolor. O juiz deixou de marcar um pênalti quando Leonardo Silva colocou a mão na bola dentro da área e, para os dirigentes, esses erros têm atrapalhado o time no Campeonato Brasileiro.

"O que aconteceu em termos de arbitragem é revoltante. A gente faz todo trabalho, investimento, lota estádio, coloca 50, 60 mil pessoas. Só podemos ficar revoltados com erros claríssimos. O pênalti na cara do juiz", afirmou Raí, executivo de futebol do clube.

 

Ele reforça que, na partida anterior, o time foi prejudicado pela expulsão de Diego Souza contra o Fluminense. "Depois teve a expulsão do Diego Souza, que todo mundo viu, depois vem a CBF e fala que foi tudo certo. Vamos ver o que vão falar hoje. Estava na cara do juiz, novamente. As imagens mostram", bradou.

Ele explicou que vai se sentar com a diretoria com calma e ver internamente o que será feito. "Esperamos que isso não se repita. Vamos estar em cima, cobrando. Jogando dessa forma, o time tem todas as chances de brigar lá em cima", comentou Raí, ciente de que o clube está na briga pelo título nacional.

Com a derrota para o Atlético-MG por 1 a 0, o São Paulo perdeu a liderança do Brasileirão para o Inter, que venceu o Flamengo e leva vantagem no saldo de gols. "Perdemos a liderança por um gol de diferença. Contra o Corinthians, levamos um gol com a mão, o cara dominou com a mão e fez. Perdemos a liderança por causa de um gol com erro", explicou Raí, bastante contrariado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.