Divulgação/São Paulo
Divulgação/São Paulo

Raí diz que São Paulo foi pego de surpresa e não descarta Mancini até o fim do ano

Diretor afirma que não está definido se outro técnico será contratado para a vaga de Cuca, que pediu demissão nesta quinta-feira

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2019 | 16h41

A diretoria do São Paulo foi pega de surpresa com o pedido de demissão do técnico Cuca nesta quinta-feira. O diretor-executivo de futebol do clube, Raí, afirmou que não está definido se outro profissional será contratado para o cargo até o fim desta temporada. O coordenador técnico Vagner Mancini assume o comando de forma interina já no treino desta quinta, no CT da Barra Funda.

"É pouco tempo, a notícia nos pegou de surpresa. Temos algo aqui dentro de casa, que é o Mancini que vai liderar a equipe. Vamos ter esses dias para pensar com calma e dar informação a vocês e aos torcedores", afirmou Raí, que concedeu entrevista coletiva ao lado de Cuca.

Vagner Mancini já tinha assumido a equipe de forma interina entre a saída de André Jardine e a chegada de Cuca, nos mata-matas do Campeonato Paulista. O coordenador, porém, não tem o desejo de comandar o time de forma efetiva. A tendência é de que o São Paulo vá ao mercado em busca de um substito para Cuca.

Raí cobrou uma melhora do São Paulo nesta reta final de temporada. A equipe ocupa o sexto lugar na tabela do Campeonato Brasileiro, com 13 pontos a menos do que o líder Flamengo. Na próxima rodada, o São Paulo visita justamente o time rubro-negro no sábado, no Maracanã. Mancini será o técnico tricolor no Rio de Janeiro.

"Como o Cuca falou, estamos em uma colocação que dá para trabalhar tranquilamente de uma maneira séria para procurar uma posição melhor. Existem momentos difíceis, erros, acertos. Pensando no macro, ninguém vai entender isso. Você vai ter tropeços e vai tentando subir. Os últimos dois anos foram dificílimos. É muito pouco para o São Paulo, precisamos de muito mais. Precisamos fazer a autocrítica, ver o que precisa ser melhorado", cobrou Raí.

O dirigente também assumiu parte da culpa pelos resultados ruins ao completar uma resposta de Cuca. "A responsabilidade é compartilhada. Assim como treinador, tem jogadores que passaram por aqui e não deram certo, mas depois deram certo em outros clubes. Temos que continuar trabalhando para mudar essa energia e fazer o São Paulo campeão", declarou Raí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.