Daniel Batista/Estadão
Daniel Batista/Estadão

Ralf diz que Gabriel é o dono da posição e não quer vaga pelo passado vitorioso

Volantes disputam uma posição no meio de campo corintiano

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2018 | 15h31

O volante Ralf chega ao Corinthians cercado de expectativa, já que em sua primeira passagem, conquistou seis títulos e deixou o clube como ídolo. Entretanto, ele retorna da China tendo um outro jogador que também conta com muito prestígio dos torcedores em sua posição, Gabriel. Por isso, o experiente jogador demonstra muito respeito com o companheiro e garante que não vai tentar ganhar a vaga no grito, usando seu currículo vitorioso.

+ Ralf é apresentado no Corinthians e pode estrear na próxima semana

+ Corinthians tem três reforços para duas vagas no Paulistão

“Todo mundo sonha jogar no Corinthians, mas agora é hora de reescrever um novo capítulo. Não é por causa do que eu ganhei que eu tenho vaga. Não vejo problema nenhum (ser reserva). Até porque, quando você assina o contrato, não tem nada que diga que você será titular. Tem que respeitar e buscar o espaço. Quem tem que tomar conta disso é o Carille”, disse o volante de 33 anos, em entrevista coletiva realizada no CT Joaquim Grava.

Em relação a disputa com Gabriel, Ralf acredita que o respeito será fundamental para que ambos consigam mostrar seus artifícios para Carille decidir qual deles será o titular na sequência da temporada. “Admiro o trabalho do Gabriel desde os tempos de Botafogo e Palmeiras. O momento é dele e tenho que buscar o meu espaço”, avisou.

Ralf e Gabriel têm como característica principal atuarem como primeiro volante. Entretanto, existe a possibilidade de um deles poder jogar mais avançado e, com isso, ambos atuarem juntos. “Isso cabe ao Carille. Tenho que estar preparado para onde ele quiser que eu atue. Seja com um ou dois volantes. Claro que eu fiquei marcado por jogar aqui no primeiro volante, mas quero ajudar da melhor forma possível”, comentou.

Com a camisa do Corinthians, Ralf conquistou os seguintes títulos: Mundial de Clubes (2012), Libertadores (2012), Recopa Sul-Americana (2013), Brasileiro (2011 e 2015) e Paulista (2013).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.