Daniel Teixeira/Estadão - 7/6/2013
Daniel Teixeira/Estadão - 7/6/2013

Ralf minimiza crise do rival e nega Corinthians favorito

Volante teme que o São Paulo entrará em campo mais motivado para encerrar série negativa

AE, Agência Estado

25 de julho de 2013 | 20h04

SÃO PAULO - Nem os desfalques e nem a crise do São Paulo tornam o Corinthians favorito para o clássico deste domingo, no Pacaembu. Para o volante Ralf, os dois times vão entrar em campo com as mesmas chances, independente do contexto atual de cada clube.

"Não vejo favoritismo, é 50% para cada lado. Vamos impor o nosso ritmo. Vivemos momento oposto, mas temos de pensar só na nossa equipe. Cada vitória dá mais moral", comentou o jogador, que acredita na motivação extra do rival por se tratar de um clássico.

Ralf teme que o São Paulo entrará em campo ainda mais motivado para encerrar sua série negativa de oito derrotas consecutivas justamente no jogo de domingo. As dificuldades do rival, agravadas pelas baixas de Luis Fabiano, Aloísio, Denilson, só devem aumentar a entrega do São Paulo em campo, na opinião do volante.

"Mesmo com desfalques, eles virão fortes. Espero que a reação não seja contra nós. Temos de somar os três pontos para a caminhada até o G4", comentou Ralf, ao pregar cuidado aos companheiros. O volante deve ser titular no domingo após ser liberado pelo departamento médico do clube, nesta quinta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansRalf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.