Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Ramires promete dedicação máxima mesmo negociado

Ele irá se transferir para o Benfica, de Portugal, após o término da participação do Cruzeiro na Libertadores

Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 19h34

Já negociado com o Benfica, de Portugal, Ramires voltou ao Cruzeiro para disputar os confrontos finais da Copa Libertadores. A situação gerou especulações de que o meia poderia se poupar para evitar possíveis lesões, o que ele negou veementemente nesta terça-feira, em entrevista concedida na Toca da Raposa.

Veja também:

link'Tranquilo', Elicarlos não teme pressão no Olímpico

linkTorcida do Grêmio esgota ingressos para jogo de quinta

especialLeia mais da Libertadores no canal especial

tabela Copa Libertadores - Classificação e Calendário 

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Eu entro com uma motivação imensa. É semifinal de uma Libertadores, não só eu, mas todos os companheiros também pensam assim. Vou procurar me empenhar o máximo para realmente ajudar o Cruzeiro a passar para as finais, para que possa ficar mais dois jogos", declarou o jogador.

A boa passagem pela seleção brasileira na Copa das Confederações, quando ganhou a vaga de Elano no time titular, deixou o atleta satisfeito. Ele contou que percebeu a grande chance na primeira fase, na vitória por 3 a 0 contra os Estados Unidos, e procurou não desperdiçá-la.

"Estou contente, feliz demais pelo trabalho feito lá na seleção. Fiquei esperando a oportunidade e o Dunga me deu no jogo contra os Estados Unidos (pela primeira fase). Foi uma oportunidade, eu vi que ali poderia jogar bem e permanecer no time, ou jogar mal e sair", relatou, explicando também a importância da experiência. "Acho que para mim foi importante a convivência com os jogadores que jogam fora, a experiência, ouvir um pouco dos que são mais experientes, isso foi fundamental".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.