Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Corinthians confirma acerto com volante Ramiro, do Grêmio

Clube adquiriu 70% dos direitos do jogador, que assinará contrato até o fim de 2022

João Prata, O Estado de S.Paulo

13 Dezembro 2018 | 16h18

O Corinthians confirmou nesta quinta-feira a contratação do volante Ramiro, do Grêmio. O clube publicou nota em seu site oficial informando que comprou 70% dos direitos do jogador. O contrato terá validade até o fim de 2022. 

O atleta ainda passará por exames médicos para concluir a contratação. Relevado no Juventude, Ramiro foi contratado pelo Grêmio em 2013. No time tricolor, participou das conquistas da Copa do Brasil em 2016 e da Copa Libertadores em 2017.

Ramiro voltou de férias de Miami nesta quinta-feira. Ele e o pai devem vir a São Paulo na próxima segunda-feira para concretizar o acerto.  O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, se mostrou aliviado por não ter que pagar ao empresário Giuliano Bertolucci, que comprou 50% dos direitos do jogador. 

"Eliminamos um risco enorme de ter que pagar US$ 8 milhões. Está praticamente encaminhado o negócio do Ramiro. Faz parte da disposição do jogador, que quer dar um passo à frente. É mais do que legítimo isso", disse o dirigente à Gaúcha ZH.

O empresário havia comprado 50% dos direitos de Ramiro e do zagueiro Bressan em 2014 e pagou US$ 4 milhões (cerca de R$ 9 milhões na cotação da época) por cada um. Bressan também deve ser negociado para o Dallas, dos Estados Unidos. Com isso, o Grêmio se livrará de ter que ressarcir o agente.

Benetti nem o presidente do Grêmio informaram quanto o Corinthians terá de pagar pela contratação de Ramiro. O clube gaúcho tem interesse no meia Marquinhos Gabriel, que pertence ao time paulista, mas que está envolvido na troca com o Fluminense pelo meia Sornoza.

Além de Sornoza, o Corinthians também está tentando fechar o acordo pela contratação do atacante Luan, do Atlético-MG. Nesse acordo, o clube paulista cederia Clayson por empréstimo e pagaria cerca de 3 três milhões de euros (R$ 13 milhões). 

Mais conteúdo sobre:
futebolCorinthiansGrêmioRamiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.