Rodrigo Gazzanel / Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel / Ag. Corinthians

Ramiro passará por exames e deve desfalcar Corinthians no clássico com Santos

Jogador torceu o joelho direito no primeiro tempo da derrota para a Ponte Preta, em Campinas

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2020 | 04h30

O volante Ramiro deve ser desfalque do Corinthians para o clássico com o Santos, domingo, às 11h, na arena em Itaquera, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. O jogador torceu o joelho direito ainda no primeiro tempo da derrota para a Ponte Preta por 2 a 1 nesta quinta-feira. Ele deixou o campo chorando, com muitas dores.

A lesão aconteceu em uma disputa de bola com Bruno Reis. Ramiro recebeu atendimento médico no gramado e ainda tentou seguir na disputa. Mas pouco depois voltou a cair no gramado e foi retirado de maca. Ele deu lugar a Madson. "Deve ser entorse, não tem avaliação mais precisa ainda. Ele enganchou o pé no uniforme do adversário e reclamou de dores na parte interna do joelho", declarou o técnico Tiago Nunes.

O departamento médico do Corinthians informou que Ramiro passará por exames de imagem nesta sexta-feira e só a partir daí os médicos darão um prognóstico. Pela maneira que deixou o campo, é improvável que ele participe do clássico. Fica a dúvida sobre quem será seu substituto. Tiago Nunes não adiantou nada.

Quem deve surgir entre os titulares, no entanto, é o volante Cantillo. Depois de ter sido regularizado na noite de quinta-feira, o jogador colombiano começou no banco de reservas contra a Ponte Preta e entrou no segundo tempo dando novo ritmo para a equipe. "Ele entrou muito bem. Como foi liberado só às 19h, já tinha o time montado e não mexi de início. Ele se complementa com Camacho e tem tudo para fazer uma grande temporada", declarou Tiago Nunes.

Cantillo substituiu Richard, que no primeiro tempo errou passe que originou o segundo gol da Ponte Preta. O colombiano entrou ligado na partida e construiu a jogada para o gol de Boselli. Ele avançou, abriu para Janderson, que cruzou para o argentino marcar de carrinho. A dúvida que fica é se ele ganhará a posição de Richard e atuará mais centralizado ou se, com a contusão de Ramiro, jogará mais aberto pela direita, formando quase que uma dupla com Fagner. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.