Divulgação/ Ag. Corinthians
Divulgação/ Ag. Corinthians

Ramiro pede 'cabeça fria' para Corinthians superar oscilação

Meia entende oscilação da equipe nas duas primeiras rodadas do Campeonato Paulista

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2020 | 04h30

O meia Ramiro entende a oscilação que o Corinthians teve nas duas primeiras rodadas do Campeonato Paulista. Após golear o Botafogo-SP por 4 a 1 na estreia, a equipe jogou mal e ficou no empate por 1 a 1 com o Mirassol. Para Ramiro, o time precisa ter "cabeça" fria para ser mais regular.

"Sabíamos que iria ter oscilação nesse início de trabalho, é muito cedo ainda. A oscilação e as derrotas vão vir em determinados momentos e temos que ter cabeça fria e encontrar um equilíbrio para manter regularidade", avaliou o jogador.

Ramiro também falou que espera evolução física da equipe. O elenco teve apenas dois dias inteiros de preparação da estreia, na última quinta-feira, até o confronto com o Mirassol.

"Ainda é muito cedo, posso falar por mim, cansei mais do que na estreia. Ficamos mais tempo sem a bola, e isso desgasta bastante. Vamos melhorando com o decorrer das partidas, foram só dois dias de recuperação, mas isso não é desculpa, temos que assumir os erros e procurar evoluir", disse.

Ramiro foi o autor do gol do Corinthians sobre o Mirassol. Ele já havia marcado na Florida Cup, torneio amistoso de pré-temporada que a equipe disputou nos Estados Unidos. O meia contou o que o técnico Tiago Nunes vem pedindo para os jogadores do sistema ofensivo.

"Tenho total liberdade, o Tiago pede para a gente não guardar setor quando tem a bola, ter muita movimentação. Venho fazendo minha parte, feliz com os gols, mas trocaria o gol diante do Mirassol pela vitória", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansRamirofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.