Ramon e Edmundo ressaltam união do Flu

Para ter um feliz fim de ano, o presente desejado pelo Fluminense é garantir a vaga para a Copa Sul-Americana, que classifica o campeão e os times posicionados do 5º ao 9º lugar no Campeonato Brasileiro. Para isso, a equipe carioca precisa só empatar com o Palmeiras, domingo, no Maracanã.Caso saia de campo com a derrota, o Fluminense terá de torcer por um resultado negatico de Internacional ou Figueirense, adversários diretos na luta por vaga na Copa Sul-Americana.O meia Ramon, que conviveu nesta temporada com uma sucessão de contusões, elogiou a união do elenco nesta reta final de Brasileiro. Mais parece um recado endereçado para Roger e Romário, dispensados após atrito com o técnico Alexandre Gama."A gente sabe o sabor da vitória. Sempre é muito legal. Mas, quando se perde, sempre acham um culpado. E num elenco não pode haver essas coisas", declarou Ramon. "O grupo hoje tem essa consciência. Evoluiu. É vencedor e merece conquistar a vaga para a Copa Sul-Americana".O atacante Edmundo, desafeto de Romário e Roger, disse que o Fluminense poderia ter tido melhor desempenho no Brasileiro, mas acha que a vaga para o torneio internacional serve de consolo para a torcida. "A união foi fator determinante para a vitória sobre a Paraná no último sábado", avaliou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.