Russell Cheyne|Reuters
Russell Cheyne|Reuters

Rangers conquista a 2ª divisão e volta à elite escocesa após 4 anos

Fim do pesadelo é selado com 1 a 0 no Dumbarton

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2016 | 18h21

Quatro anos depois de escrever a página mais vergonhosa de sua história, o Rangers finalmente está de volta à elite do futebol escocês. Nesta terça-feira, o mais tradicional clube do país, ao lado do Celtic, garantiu a conquista da segunda divisão nacional de forma antecipada e, consequentemente, confirmou o acesso.

O fim do pesadelo do Rangers foi selado nesta terça com o triunfo por 1 a 0 sobre o Dumbarton, em casa, com o gol de James Tavernier no início do segundo tempo. O resultado levou o time a 79 pontos na liderança da tabela, não podendo mais ser ultrapassado pelo vice-líder Falkirk. Na Escócia, somente o campeão da segunda divisão garante vaga de forma direta à elite.

Foram quatro anos longe da primeira divisão. Antes do início da temporada 2012/2013, o então Glasgow Rangers, maior campeão do país, decretou falência e foi rebaixado à quarta divisão escocesa por conta das imensas dívidas que possuía. Nascia, então, o Rangers FC, clube gerado para dar sequência à história do vitorioso antecessor.

O time, então, obrigado a começar de baixo e teve um início promissor, com acessos seguidos na quarta e na terceira divisão. No ano passado, ficou à beira do acesso à elite, mas nesta temporada dominou a segunda divisão, emendou uma sequência de 11 vitórias e garantiu o título com antecedência.

O Rangers ainda é o maior campeão da história do Campeonato Escocês, com 54 conquistas, oito à frente do Celtic. São ainda 33 Copas da Escócia e 27 Copas da Liga Escocesa para o finalista da Liga Europa de 2007/2008 - ano em que perdeu para o Zenit -, ex-clube de nomes como Giovanni van Bronckhorst, Brian Laudrup, Paul Gascoigne, Gennaro Gattuso, Ronald de Boer, entre outros.

Tudo o que sabemos sobre:
Ronald de BoerFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.