Lapresse/AP
Lapresse/AP

Ranieri assume cargo e exalta elenco campeão da Inter de Milão

Técnico tem missão de conseguir reação da equipe italiana na temporada 2011/12

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2011 | 11h36

MILÃO - A Inter de Milão apresentou nesta sexta-feira o seu novo técnico para a temporada 2011/12: o italiano Claudio Ranieri, que já comandou o primeiro treino no dia anterior. Ele foi contratado para substituir Gian Piero Gasperini, demitido depois de ficar apenas três meses no cargo, quando não conseguiu nenhuma vitória em cinco partidas disputadas.

Diante disso, o novo treinador chegou ao clube pedindo reação imediata e exaltando os jogadores. "É o começo de um novo desafio. Vencer com a Inter seria esplêndido. Há um ano e meio, estes homens eram campeões. Acredito no desejo deles de reagir. Eles tropeçaram, mas o que é importante é perceber isso e lutar para se recuperar. Eu quero ver aquele grupo compacto de novo, que nunca desiste, que eu vi quando jogava contra eles", declarou Ranieri, lembrando que o elenco da Inter é praticamente o mesmo que conquistou todos os títulos possíveis na temporada 2009/2010 (Campeonato Italiano, Copa da Itália e Liga dos Campeões da Europa).

Mesmo com os péssimos resultados, que levaram a equipe ao 18.º lugar no Campeonato Italiano, Ranieri preferiu não criticar os métodos de seu antecessor, que foram muito questionados pela torcida. Assim, o novo treinador optou por culpar a "má sorte" pelo atual momento da Inter.

"O que houve foi muita má sorte, azar e algumas contusões. Agora, o objetivo é reconquistar a confiança e a autoestima e tentar ganhar alguns pontos nas próxima rodadas", apontou o técnico, que estreia já neste sábado, no jogo diante do Bologna, fora de casa.

Ranieri volta a exercer o cargo de treinador depois sete meses. Ele vinha trabalhando como comentarista de TV desde que foi dispensado pela Roma, em fevereiro, e não escondeu a alegria com o novo desafio na carreira. "Estou muito feliz por isso e a razão pela qual aceitei este trabalho é as emoções que ele te dá. Estou orgulhoso de fazer parte da família da Inter de Milão", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.