Reprodução / Revista Time
Reprodução / Revista Time

Rashford estampa capa da revista Time em artigo escrito por Lewis Hamilton

Atacante do Manchester United é eleito uma das 100 pessoas que mais influenciarão o mundo nos próximos anos por luta contra a fome

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de fevereiro de 2021 | 18h38

Marcus Rashford, atacante de 23 anos do Manchester United e da seleção inglesa, foi eleito uma das 100 pessoas que mais influenciarão o mundo nos próximos anos pela conceituada revista Time por conta de sua luta contra a fome infantil. O jogador estampa a capa da publicação e o artigo sobre ele foi escrito por ninguém menos que o heptacampeão mundial da Fórmula 1 Lewis Hamilton.

"Em um ano que nos mostrou o poder de trabalharmos juntos em prol de um objetivo comum, ele (Rashford) foi uma força galvanizadora por trás da união de pessoas em todo o Reino Unido no esforço de garantir que nenhuma criança passasse fome", afirma Hamilton em trecho do texto.

"Marcus inspirou incontáveis outras pessoas a se juntar a ele nesta missão e consolidou seu status como modelo. Sua determinação, resiliência e persistência têm sido verdadeiramente inspirador. Mal posso esperar para ver como ele continuará este importante trabalho", diz o piloto em outra parte.

Rashford iniciou uma campanha em busca de acabar com a fome infantil no Reino Unido, tanto buscando doações quanto cobrando o governo britânico para que faça sua parte. Durante a pandemia, pediu que as refeições que seriam entregues nas escolas fossem para as casas das crianças e exigiu que o nível da comida melhorasse após casos de refeição de baixa qualidade viralizarem. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, prometeu melhorar.

Por conta do trabalho, Rashford recebeu um título de honra do país, o de MBE, o quarto em nível de importância entre os concedidos pelo país.

Sobre a capa, Rashford brincou sobre como a foto foi feita. "Quem pensaria que você poderia ter capturado isso (a imagem) através de um iPhone na minha sala. Obrigado revista Time, (estou muito) orgulhoso". O jogador também agradeceu a Hamilton. "Agradecido pelas suas gentis palavras, irmão. Obrigado" escreveu o atacante do Manchester United.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.