Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Raul Gustavo admite que vai secar rivais do Corinthians: 'Para ficar nas cabeças'

Zagueiro avalia desempenho alvinegro na Arena Pantanal e explica postura do time no primeiro tempo; Jô é filmado em pagode durante derrota e revolta torcedores

Redação, Estadão Conteúdo

08 de junho de 2022 | 00h08

Na rodada passada, os corintianos ficaram na torcida para que não houvesse um vencedor no confronto direito entre Palmeiras e Atlético-MG para o time ficar isolado na liderança do Brasileirão. Deu certo. Após a derrota para o Cuiabá, o zagueiro Raul Gustavo não escondeu que mais uma vez terá de ficar "secando os adversários."

"A gente tem de se preocupar com a gente, mas não fizemos nosso dever e vamos secar, sim", afirmou o defensor. "Quem almeja ficar nas cabeças tem de secar também os adversários", foi sincero Raul Gustavo, ao Premiere.

O corintiano será carioca por dois dias. O Atlético-MG joga nesta quarta-feira, diante do Fluminense, enquanto o Palmeiras hospeda o Botafogo, na quinta-feira. Ambos ultrapassam o Corinthians em caso de vitórias, pois somam 16 pontos, diante de 18 do líder, derrotado no Mato Grosso.

O Corinthians volta a campo no sábado, diante do Juventude, na Neo Química Arena, jogo no qual ninguém admite novo tropeço caseiro após os empates com São Paulo e América-MG. "A gente veio para impor nosso jogo, o Vitor Pereira sabia da nossa qualidade, mas foi um jogo difícil. Acredito que temos de melhorar bastante", enfatizou Raul Gustavo. "É trabalhar melhor para ganhar o próximo jogo."

Raul Gustavo admitiu, ainda, que o time não soube o que fazer com linha de três defensores na Arena Pantanal. "Não conseguimos acertar na linha de três e agora é cabeça erguida para buscar uma vitória no próximo jogo." contra o time de Caxias do Sul, Fagner, João Victor, Maycon, Willian e Jô devem reforçar a equipe.

POLÊMICA

Um vídeo circula nas redes sociais mostrando a atacante bem a vontade em uma balada na hora em que o Corinthians enfrentava e perdia do Cuiabá. Dá até para ouvir uma pessoas dizendo que o atacante "está bem preocupado."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.