Sebastien Nogier/EFE
Sebastien Nogier/EFE

RB Leipzig bate Monaco, elimina rival e mantém sonho de ir às oitavas

Alemães precisam derrotar o Besiktas e torcer por tropeço do Porto para avançar na Liga dos Campeões

Estadão Conteúdo

21 Novembro 2017 | 20h06

O RB Leipzig foi arrasador nesta terça-feira para manter viva a esperança de ir às oitavas de final da Liga dos Campeões. Mesmo atuando fora de casa, no principado, a equipe alemã goleou o Monaco por 4 a 1 e agora definirá seu destino na competição europeia na última rodada.

+ Real Madrid faz 6 a 0 e avança às oitavas da Liga dos Campeões

+ Com 2 de Firmino, Liverpool abre 3 a 0, mas cede empate ao Sevilla

O problema é que o RB Leipzig não depende apenas de si para ser o segundo classificado do Grupo G - o Besiktas já passou como líder da chave. O time alemão tem os mesmos sete pontos do segundo colocado Porto, mas com desvantagem no primeiro critério de desempate, o confronto direto.

Por isso, para ir às oitavas, o RB Leipzig precisa derrotar o Besiktas em casa, dia 6 de dezembro, e torcer para o Porto tropeçar no já eliminado Monaco, em Portugal, na mesma data.

O Monaco entrou em campo nesta terça precisando da vitória para se manter vivo, mas saiu atrás logo no início, aos cinco minutos, graças ao erro de um brasileiro. Sabitzer avançou pela direita e cruzou. O zagueiro Jemerson tentou cortar, mas jogou contra o próprio gol.

Em dia para esquecer, o mesmo Jemerson errou passe apenas três minutos depois, Kevin Kampl aproveitou e tocou para Timo Werner marcar o segundo. Werner apareceu novamente aos 30 minutos para marcar o terceiro, em cobrança de pênalti.

Com o confronto praticamente definido, o RB Leipzig relaxou e viu Falcao García diminuir aos 42, de cabeça, após falta cobrada pela esquerda. Mas dois minutos depois, Naby Keita recebeu de Halstenberg, girou como quis sobre a defesa e tocou com categoria para selar o placar.

Mais conteúdo sobre:
Liga dos Campeões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.